Pimenta Filmes  .  31 3292 6005  .  31 8874 0378  .  31 8775 0378   

pimentafilmes@hotmail.com . beatrixgoulart@gmail.com

Rua Alvarenga Peixoto 1116 . 201 . Santo Agostinho . BH . MG . Brasil . 30 180 120

 

II MOSTRA CINEMA E DIREITOS HUMANOS 2007

Trata-se de uma mostra de filmes com obras que abordam questões referentes aos Direitos Humanos, produzidas nos países sul-americanos, em comemoração aos 59 anos da Declaração Universal dos DH. Com exibições gratuitas, promove debates sobre temas como preconceito, direitos da criança, do idoso, discriminação, entre outros. Realizada pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República com produção da Cinemateca Brasileira e patrocínio da Petrobras, em 2007 foram exibidos cerca de 30 filmes entre longas, médias e curtas, documental, ficção e animação. 

Pela primeira vez em Belo Horizonte, com a participação da produtora Pimenta Filmes a Mostra foi realizada no Cine Humberto Mauro - Fundação Clóvis Salgado - Palácio das Artes. Nesse período, 10 a 16 de dezembro, contamos com uma lotação de 2.500 pessoas, quase 100% da ocupação do cinema. Ficamos felizes em obter o terceiro maior público do país e contamos, na abertura, com a presença do Ministro Paulo Vannucchi. Equipe: Alexandre Pimenta, Beatriz Goulart, Conceição Rosiere, Mônica Lens, Sávio Leite e Thiago Mendes .

III MOSTRA CINEMA E DIREITOS HUMANOS 2008

Com a participação de 12 capitais brasileiras, a terceira edição trouxe, além da seção contemporânea com filmes sul-americanos, uma retrospectiva histórica sublinhando o Direito à Memória e à Verdade, projeto que por meio de publicações, exposições e memoriais promoveu um reencontro com a história recente do Brasil ao resgatar a trajetória de pessoas que militaram em defesa da democracia e sucumbiram à repressão do regime militar nos anos 60 e 70. A tortura empregada sistematicamente contra desertores políticos naquele período sombrio certamente tem seus vínculos com a que segue denunciada hoje com assustadora freqüência. A curadoria da Mostra - que esteve a cargo de Amir Labaki em 2006 e de Giba Assis Brasil em 2007 - teve o cineasta e produtor cultural Francisco Cesar Filho à frente desta edição. A Pimenta Filmes se orgulha de participar dessa construção e consolidar a mobilização de entidades e grupos atuantes na área de direitos humanos. Período da Mostra - de 27 de outubro a 02 de novembro. Equipe: Alexandre Pimenta, Beatriz Goulart, Conceição Rosiere, Sávio Leite, Thiago Mendes.

IV MOSTRA CINEMA E DIREITOS HUMANOS 2009

“Foram quatro cidades em 2006, oito em 2007 e doze em 2008. E em 2009 a 4ª Mostra estendeu-se a dezesseis capitais, renovando mais uma vez a proposta de combinar a arte libertadora de Chaplin, Eisenstein e Glauber Rocha com o sonho da igualdade na diversidade”. A Pimenta Filmes coordenou a mobilização, realizando ampla divulgação, montagem da Mostra, entrega de brindes, cerimonial de abertura, coquetel, contato com as escolas, visitas a locais culturais e instituições ligadas a pessoas com necessidades especiais, exibições as tardes e noites, contabilidade de público, montagem de urna para votação nos filmes mais interessantes e pertinentes, etc. Assim lotamos a sala do Cine Humberto Mauro em algumas sessões especialíssimas de bom cinema voltado para o tema, no período de 13 a 19 de outubro. Contamos com a presença do cineasta idealizador do Vídeo nas Adeias - Vincent Carelli, e exibimos filmes notáveis como Corumbiara e As Hiper Mulheres. Equipe: Alexandre Pimenta, Beatriz Goulart, Arthur Senra e Sávio Leite.

V MOSTRA CINEMA E DIREITOS HUMANOS 2010

“Direito à Memória e à Verdade” foi o tema da Retrospectiva Histórica, reunindo clássicos como “A Batalha do Chile”, “A História Oficial” e “Pra Frente Brasil”. Houve ainda a homenagem ao ator Ricardo Darín, ator do cinema argentino consagrado com o sucesso popular do longa-metragem “O Filho da Noiva” presente na programação e também ao diretor argentino Pablo Trapero. Nesse ano a Mostra alcançou 20 capitais e em BH a programação aconteceu entre os dias 13 e 19 de dezembro quando foram exibidos filmes de dez países da América do Sul. Na abertura recebemos novamente o Ministro Paulo Vannucchi e contamos com algumas parcerias importantes como a Câmara Municipal de Belo Horizonte, Centro Mineiro de Alianças Intersetoriais, Defensoria Pública de Minas Gerais, Forum de Direitos Humanos, Ministério Público Estadual, Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social, Secretaria de Estado de Educação / Fundação Municipal de Cultura, Secretaria Municipal de Assistência Social, Secretaria Municipal de Políticas Sociais, Secretaria Adjunta de Direitos da Cidadania, Secretaria Municipal de Educação, Poupança Jovem, OAB Minas Gerais. Agradecimentos especiais aos Deputados Durval Ângelo e Nilmário Miranda, Vereadores Arnaldo Godoy e Pedro Patrus, Deputado Estadual André Quintão, Procurador do Ministério Público Estadual Jacson Campomizzi, Conselho Regional de Psicologia Roberto Chateubriant e Flávia Santana, Biblioteca Pública Luiz de Bessa, Centro de Referência a População de rua, Coordenadoria de Direitos das Pessoas com Deficiência, Instituto dos Direitos Humanos, Cine Humberto Mauro, Una e tantos outros parceiros. Equipe: Alexandre Pimenta, Beatriz Goulart, Nadia Maria de Jesus e Elaine Alfenas.

VII MOSTRA CINEMA E DIREITOS HUMANOS 2012

Cine Humberto Mauro, Fundação Clóvis Salgado - (Av. Afonso Pena, 1.537 – Centro – BH) lotação: 136 lugares

Com acentuadas desigualdades sociais e econômicas, o Brasil promove diversificadas ações destinadas à promoção e à defesa dos direitos humanos. As ações técnicas e políticas relacionadas a esse tema, têm mobilizado a mídia nacional e, consequentemente, elevado a consciência da sociedade brasileira sobre assuntos que são extremamente importantes para a promoção da cidadania. Avanços têm sido constatados, mas não existe ainda clara compreensão da universalidade e indivisibilidade dos direitos humanos: civis, políticos, sociais, econômicos e culturais. E existe um número muito alto de pessoas que continua a encontrar grandes dificuldades no exercício de seus direitos fundamentais. Dessa forma a Mostra enalteceu as temáticas prioritárias quais sejam - o direito à memória e à verdade; combate à tortura e ênfase na população em situação de rua. O homenageado foi Eduardo Coutinho um dos mais importantes documentaristas do cinema mundial. Realizada em BH no período 24 a 31 de outubro com produção da equipe Pimenta Filmes: Alexandre Pimenta, Beatriz Goulart, Ju Marinho e Sávio Leite.

 

VIII MOSTRA CINEMA E DIREITOS HUMANOS 2013

Poética e cidadania sobre película: o que vemos e o que nos olha quando a condição humana irrompe em imagens na sala escura? Como reinventar a vida e afirmar uma ética da existência na temperatura do encontro da política com a arte? Essa foi a abordagem da 8ª edição da Mostra CDH, realizada pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, em parceria com o Ministério da Cultura, e, em BH, contando sempre com a parceira com a produtora Pimenta Filmes na coordenação. Foram exibidos 38 filmes por todo o território nacional, e no Cine Humberto Mauro as sessões para escolas lotaram o cinema, no período e 03 A 08 de dezembro. Destacaram-se as homenagens a Vladimir Carvalho - cineasta que como poucos fez do documentário um ato político e frequentemente poético e a Mostra Cinema Indígena - produção de filmes realizada por cineastas índios, permeado tanto por questões estéticas como por questões políticas. Esse cinema tem contribuido para o fortalecimento das lutas pelos Direitos Humanos das diversas etnias que constituem os povos indígenas no Brasil. 

Equipe Pimenta: Alexandre Pimenta, Beatriz Goulart, Vanuza Nunes, Flávia Santana.

 

IX MOSTRA CINEMA E DIREITOS HUMANOS 2014

Nesse ano, em Belo Horizonte, as sessões aconteceram no CCBB - Centro Cultural Banco do Brasil, na Praça da Liberdade, no período de 03 a 08 de dezembro.

Inspirada nos 50 anos do golpe civil-militar, a 9ª Mostra Cinema e Direitos Humanos no Hemisfério Sul é realizada em todas as capitais brasileiras, no Distrito Federal e em outros 1.000 outros pontos culturais fora das capitais urbanas, sendo que aqui em BH parte dela foi exibida no Cine Ó (vide acima).

Essa edição contou com muitos debates acerca dos filmes que abordaram sobremaneira temas como população LGBT e enfrentamento da homofobia, questões culturais e territoriais da população indígena, direitos da pessoa com deficiência, entre outros. Entre os debatedores contamos com as presenças de Bruno Alves, Cristina Abreu, Leonardo Tolentino, Flávia Santana, Maria Ceres Pimenta, Roberto Reis, Maria Emília da Silva e Liliane Maria da Silva. Como se sabe essa é a única Mostra que exibe filmes para deficientes visuais com audio-descrição e há anos temos convidado escolas e o grupo do setor Braille da Biblioteca Pública de MG.

Outro diferencial foi o coquetel de abertura, dessa vez realizado pela artista Thereza Portes, a convite da Pimenta Filmes, com o trabalho - a Mesa de Thereza, projeto inclusivo e com ênfase nas artes plásticas. Equipe: Alexandre Pimenta, Beatriz Goulart, Vanuza Nunes, Carol Reis Barros, Rafael Paulino Leite e Livia Coelho. 

VI MOSTRA CINEMA E DIREITOS HUMANOS 2011

Com 46 filmes, eesse ano a Mostra atingiu Brasília e as 26 capitais brasileiras sempre com acessibilidade garantida em sessões com audiodescrição e closed caption. No período de 24 a 31 de outubro, um público de 2.016 pessoas pode conferir longas inéditos de Eliane Caffé, Mara Mourão e Érika Bauer e um elenco premiado como Rodrigo Santoro, Fernanda Montenegro, Cássia Kis e Marcélia Cartaxo. Foram exibidas obras clássicas, como “Bicho de Sete Cabeças”, “Central do Brasil”; “Chuvas de Verão”, “Morango e Chocolate”, entre outros. As obras mais votadas pelo público foram contempladas com o Prêmio Exibição TV Brasil nas categorias longa, média e curta-metragem. Essa programação teve a curadoria do cineasta Francisco Cesar Filho. Equipe Pimenta: Alexandre Pimenta, Beatriz Goulart, Sávio Leite, Nina Goulart Pena, Marina Dantas e Carolina Oliveira.

Cine Ó

O Cine Ó nasceu de uma parceria entre a Pimenta Filmes e a ong Undió. É um espaço público e gratuito, de exibição de vídeos de arte, documentários, animações, curtas, médias e longas metragem no muro do Instituto. Anualmente, exibe filmes selecionados pelo projeto Democratizando, da Mostra Cinema e Direitos Humanos no Hemisfério Sul, animações do Mumia – Mostra Udigrudi Mundial de Animação, os premiados do Festival do Minuto/SP, e filmes de produtoras independentes sempre com a curadoria de Beatriz Goulart e Alexandre Pimenta. Promove assim entretenimento com teor cultural e inclusivo, com o objetivo de ampliar e potencializar o acesso a filmes que usualmente passam em salas comerciais, universidades e mostras, estimulando a comunidade do centro da cidade, e seu conjunto de moradores e trabalhadores, a criar o hábito de assistir e debater. Local : Rua Padre Belchior 280 centro de Belo Horizonte. Os dias, horários e sinopses das sessões são divulgadas pela internet, via e-mail e facebook e todos os transeuntes, circunstantes, vizinhos, moradores de rua são bem vindos.